quarta-feira, 12 de março de 2014

GRUPO ESPÍRITA AVE LUZ - 22 ANOS

O INÍCIO... O Grupo Espírita Ave Luz - GEAL, fundado em 18 de Abril de 1992, tendo seus primeiros doutrinários Francisco Valderez, Francisco Jadas, Adriana de Paula, José Helder, e Eliane Loureiro, onde criaram cursos doutrinários, implantação do evangelho no lar, visitas semanais no hospital mental de Messejana, Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE) e Tratamento Espiritual (TE), hoje (AE) Assistência Espiritual. A permanência por 22 anos, faz-se ajudar a humanidade de forma espiritual onde o conhecimento doutrinário e a dedicação em aliviar o sofrimento, principalmente, é o foco do grupo. José Helder idealiza a formação da instituição, que viesse a proporcionar á comunidade o objetivo de “poder levar pão ao corpo faminto e conhecimento as inteligências ainda necessitadas de esclarecimento acerca da espiritualidade”. A fundação do grupo chega a uma conclusão de buscar novos valores; ensinar a comunidade os caminhos da espiritualidade. Entre o período de 1990 a 1992, foi aprovado o estatuto composto de 46 artigos, sendo a primeira diretoria executiva, composta por Francisco Valderez (Presidente), Francisco Jadas (vice-presidente), Gerson Bezerra (tesoureiro), Marcus Vinícius (secretário) e Francisco Solinésio (patrimônio). ESCOLHA DO NOME E DATA DE FUNDAÇÃO O nome do Grupo Espírita AVE LUZ foi extraído da obra homônima do Shaolin, psicografia de João Nunes Maia, na qual faz referências ao mestre Jesus. A origem da palavra “AVE” vem do latim, que significa saudação, reverência, no caso, à luz que promana do alto de Deus; e também, a data de 18 de abril de 1992, como sendo a data de fundação do grupo espírita, em homenagem a data de publicação, em 1857, de “O Livro dos Espíritos”, na França, surgindo para o mundo a Doutrina Espírita, codificada por Allan kardec. ...ESTRUTURA FÍSICA A construção de sua sede própria iniciou-se em julho de 1994, no Loteamento Nova Fortaleza, quadra 06, com duas dependências; auditório e sala de passe. Hoje, o GEAL possui amplas instalações, com estrutura física capaz de abrigar os seus freqüentadores com maior funcionalidade. Está situado na Avenida “A”, N.º 220, Loteamento Nova Fortaleza, Jangurussú. A sua estrutura física e composta de 300 m2 de área construída, distribuída em: Recepção, para quase todas as atividades; Biblioteca, com arcevo de (980) livros, e Livraria, para vendagem de livros e suveniers; (2) amplos Auditórios, oferecendo aos freqüentadores aproximadamente 195 m2 (65 % da área total construída), para eventos e atividades diversas. Conta também com (3) salas; Sala Dr. Bezerra de Menezes, Sala Chico Xavier e Sala Joana D´Angelis,Livraria e Biblioteca Cel.Edynardo Weyne. Ainda possui Cozinha, Banheiro e Estoque para materiais diversos. Destaca-se também a base estrutural para as futuras instalações de pisos superiores. É cercado por vários conjuntos habitacionais e ocupações. Entre os conjuntos, podemos citar o Conjunto São Cristóvão, Conjunto Almirante Tamandaré e Conjunto Palmeiras. Entre as ocupações, estão a 24 de Setembro e Palmeiras II. Principal público de suas atividades. O GEAL, após os seus 18 anos, desenvolve praticamente todas as atividades básicas que uma casa espírita possa ter, graças a um trabalho conjunto de todos àqueles que adotam o lema “fora da caridade não há salvação”. A estrutura... E para preencher cada um desses espaços, são desenvolvidas atividades de Estudos, Assistências, Culturais, Beneficentes e Filantrópicas, oferecidas em dias e horários específicos. E, nos últimos anos, tem o GEAL aperfeiçoado seu modo de atender aos irmãos mais necessitados, criando melhores condições de abrigá-los, e contribuído para a melhoria das condições materiais e, principalmente, das condições morais e espirituais das comunidades assistidas. ESTUDO DOUTRINÁRIO E ASSISTÊNCIA SOCIAL O Estudo de “O Livro dos Espíritos”, as atividades de perguntas e respostas, as primeiras palestras públicas, as atividades de estudo do evangelho e a evangelização de crianças e adolescentes das comunidades circunvizinhas, foram as que se destacaram após a construção da sua sede. Desde que foi declarado de utilidade pública municipal em 11.05.1993 pela lei municipal nº 7271, tem contribuído com palestras, encontros, eventos, simpósios, feiras de livros, grupos de estudo e de assistência social, dedicados para as comunidades ao seu redor, bem como, ao público em geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário